Algumas Palavras
Sobre meu interesse acerca os livros
de Dane Rudhyar e de Marc Edmond Jones
que trazem os 360 graus da Mandala Astrológica
através os Símbolos Sabianos


Bem, eu vivia o miolo dos anos oitenta e trilhava meus primeiros passos dentro da compreensão da ciência subjetiva do céu estrelado, a Astrologia,  quando soube acerca o livro de Dane Rudhyar - Uma Mandala Astrológica - O Ciclo de Transformações e suas 360 Fases Simbólicas - , e pedi a um amigo meu para me trazer uma edição, em inglês ou francês ou espanhol, de uma de suas viagens à Europa.  Alguns meses depois, me veio à mão a edição inglesa - para minha total alegria.

As minhas outras edições, em francês e em espanhol, foram por mim adquiridas em boa livraria no centro do Rio de Janeiro, de propriedade de dois irmãos argentinos que importa(va)m maravilhosos livros estrangeiros sobre todos os assuntos acerca as ciências metafísicas e espirituais.

Somente alguns anos mais tarde é que a tradução brasileira foi publicada, pela Editora Pensamento - de onde eu acabei extraindo os Símbolos em si e ainda uma síntese do pensamento de Dane Rudhyar, que aparecem neste Capítulo 20 ora apresentado ao Amigo das Estrelas.

Um outro amigo meu, certa vez, já no ano de 2006, veio me visitar no Sítio das Estrelas e me trouxe seu livro sobre os Símbolos de autoria de Marc Edmond Jones, me dizendo  que não era um presente e sim, apenas um empréstimo sine die para devolução do mesmo - para minha total alegria!

Portanto, caro Amigo das Estrelas, este Capítulo 20 é dedicado à Mandala Astrológica e aos  360 Símbolos Sabianos que podem ser apreendidos a partir de sua totalidade.

É certo que existem outros Símbolos acontecendo em outros alfarrábios - eu mesma possuo mais dois livros sobre os  360 graus simbolizados sob outras visões,  mas confesso que prefiro o ponto de vista de Dane Rudhyar, em primeiro lugar, e o de Marc Edmond Jones, em segundo lugar.  

Não sei dizer o porquê exatamente dessas minhas preferências.  Talvez eu pense que Dane Rudhyar seja bem mais simples de ser compreendido - mesmo porque, apesar das demais traduções, eu sempre me refiro ao meu alfarrábio em português... e meu pobre livro em edição, na língua portuguesa,  encontra-se em frangalhos, pobre coitado, de tanto ser usado e re-usado! 

O livro de Marc Edmond Jones vem em sua língua original, em inglês, e penso que este autor tenha uma forma bem difícil de se expressar - muitas das vezes, tive uma certa dificuldade em compreender seu inglês cheio de arabescos intelectuais e, em continuidade, de fazer a tradução de seu pensamento para a língua portuguesa.

Eu gostaria de acrescentar o fato de que o livro de Dane Rudhyar baseia-se nos Símbolos propriamente ditos apresentados por Marc Edmund Jones e não nas interpretações desses mesmos símbolos por este último.  Aliás, na grande maioria dos casos, as interpretações são bem diferenciadas, eu diria!

De qualquer forma, minha intenção não é a de traduzir ipsis literis aquilo que Rudhyar ou que Jones teriam escrito e pensado.  Minha intenção era a de fazer uma certa síntese do pensamento de cada um desses dois autores - e certamente, sabemos sempre que se conta um conto se aumenta mais um ponto.., acabei eu fazendo quase uma re-leitura, digamos assim, do trabalho de Dane Rudhyar.  E penso que, mais para o futuro, estarei voltada para a tradução literal e sintetizada dos 360 símbolos e suas interpretações sob a visão de Jones.

O resultado do meu trabalho em relação à re-leitura da interpretação de Rudhyar (dentro da manutenção dos Símbolos como se apresentam desde Jones) é aqui apresentado ao Amigo das Estrelas, através o Capítulo 20.

Gostaria de lembrar ao Amigo das Estrelas que todos os demais Capítulos de Seu Livro de Vida - são 22 Capítulos/Volumes ao todo - se entrelaçam e ampliam nossos conhecimentos sobre os Temas que vão sendo apresentados nesta obra.


Se bem nos aprofundarmos no Tema Símbolos Sabianos, teremos em nossas mãos e em nossa mente e em nosso coração uma ferramenta absolutamente fundamental para a boa ratificação dos Temas com os quais vamos nos deparando através nossa incursão na ciência subjetiva das estrelas, A Astrologia.

Com um abraço estrelado,
Janine Milward

CARO LEITOR, veja os Temas que estão sendo apresentados nesta Página:

Símbolos Sabianos, na releitura de Janine Milward